A educação sempre está em evolução para levar o conhecimento a todos. Inclusive, nesta pandemia de coronavírus, foi preciso antecipar tendências para que os alunos pudessem continuar seus estudos. No entanto, a aprendizagem ainda receberá outras inovações. Continue a leitura que apresentaremos como será a educação do futuro.

Primeiramente, é essencial que escolas, gestores, professores, alunos e familiares estejam atentos às transformações que modificarão não só as pessoas, mas a sociedade, a tecnologia e os comportamentos. Por isso, é preciso estar preparado para as novidades, de modo que elas sejam implantadas tanto nas salas de aula, quanto em casa. Confira o que já é tendência e o que vem por aí.

Compreenda a importância de estar por dentro das tendências e das novas tecnologias

Há um consenso de que a tecnologia estimula a imaginação dos estudantes, mantém eles engajados e proporciona uma trilha de aprendizagem personalizada, de acordo com as necessidades de cada aluno. Além disso, auxilia no desenvolvimento das aulas pelos professores.

Todavia, os objetivos dos conteúdos devem ser claros para que impactem positivamente a aprendizagem e o desenvolvimento de novas habilidades e competências. Sobretudo, que motivem ainda mais os estudantes em todas as disciplinas.

Embora muitos tenham obtido sucesso, é necessário que a tecnologia venha acompanhada de reformas no currículo escolar, na avaliação, no desenvolvimento profissional dos professores e na direção da escola. Portanto, as novas tecnologias vieram não para substituir os docentes, mas sim para agregar ao seu trabalho. Além de gerar dados relevantes para a melhor intervenção pedagógica e ainda conseguir maior rendimento das classes.

Como resultado, houve uma quebra na passividade dos estudantes, tanto para o uso da tecnologia quanto para as metodologias de aprendizagem. Pois, se tornaram ativos e autônomos diante do processo de seu conhecimento. Também, tiveram outras experiências digitais mais prazerosas durante as aulas, tornando-as mais interessantes. Inclusive, os materiais didáticos ficaram mais atrativos.

Confira as tendências da educação do futuro

A tecnologia é considerada uma das principais alavancas da aprendizagem na educação do futuro. Já não dá mais para imaginar a escola naquele ritmo tradicional. Agora, os alunos entendem melhor a linguagem dos professores e têm maior engajamento nas aulas. A seguir, veja quais são as próximas tendências para esta década.

1. Plataforma de gestão escolar

Empregar uma plataforma de gestão escolar é essencial para os setores administrativos, financeiros, de marketing e outros, porque a direção terá informações de tudo que é relacionado à escola.

Esses dados ajudam nas avaliações dos processos, a colherem resultados de ações, medirem desempenho de alunos, professores ou alguma área específica para tomadas de decisões. Além disso, como diversas atividades estarão automatizadas, os gestores podem focar na qualidade da aprendizagem, podendo ser personalizada e individualizada.

Por meio de plataformas como a Conexia LEX, por exemplo, gestores, educadores, famílias e alunos têm acesso a todas as soluções educacionais da instituição por meio de único usuário e senha, trazendo mais facilidade, segurança e praticidade para a comunidade escolar. Além disso, professores, coordenadores e gestores conseguem obter relatórios inteligentes e da gestão da performance acadêmica de cada estudante ou por turmas. Por outro lado, a escola realiza cadastros somente uma vez gerando economia e produtividade para o setor administrativo.

2. Aprendizagem híbrida

É imprescindível, tanto à instituição escolar como aos docentes, estarem preparados para a aprendizagem híbrida. Afinal, quando as aulas presenciais retornarem, será inviável não continuar com a educação remota que tanto foi usada na pandemia. Desse modo, invista em aulas complementares, por exemplo, com vídeos, após o turno e use a criatividade. No entanto, não grave a aula apenas, inove nas metodologias.

Atualmente existem plataformas, como a LEX Aulas ao Vivo, que permitem maior interação e colaboração dos estudantes, com total controle do professor. Também é possível a aplicação de metodologias ativas de forma fácil e eficiente (com a divisão da turma em grupos durante a aula), envio de perguntas de múltipla escolha para garantir o engajamento dos alunos em tempo real, monitoramento da presença dos estudantes, entre outros. Estas ferramentas fazem com que os alunos estejam mais engajados e desenvolvendo o potencial máximo – mesmo em aulas remotas.

3. Gamificação e linguagem de códigos

Empregue a gamificação para promover a aprendizagem dos estudantes de forma lúdica e diferente. Trabalhe o engajamento, a criatividade e a interatividade por meio de games como recursos pedagógicos, para que o conteúdo seja melhor absorvido e ainda gere dados personalizados para promover a melhor intervenção pedagógica. Para isso, existem aplicativos, jogos e plataformas direcionadas à educação que auxiliam os docentes a desenvolverem os conteúdos das aulas. Assim, convide os alunos a enfrentarem os desafios e fazerem atividades dinâmicas e interessantes.

As plataformas gamificadas, inclusive, podem ser encontradas desde a Educação Infantil, como a Liga das Corujinhas, e o Ensino Fundamental – para alfabetização e aprendizagem de matemática, com o Educacross.

O desenvolvimento do pensamento computacional, por meio da disciplina de conding, também é uma tendência porque incentiva a ligação do digital com o mundo real, gerando protagonismo dos estudantes. Além disso, desenvolve as competências necessárias para que os alunos possam gerar respostas inovadoras, criativas e sustentáveis para os atuais e futuros problemas da humanidade, além da integração com as outras disciplinas. Essa preparação para o mundo digital já é possível por meio de plataformas como a Ubbu, por exemplo.

4. Mobile learning

Faça das tecnologias e recursos que os estudantes utilizam no dia a dia, como celular, tablet e internet, seus aliados para oportunizar o conhecimento. Assim, use metodologias diferenciadas, por exemplo, livros digitais, aplicativos, cursos, e-learning, videoaulas, podcast e outros para dar as suas aulas.

5. Inteligência Artificial

Ainda, são poucas as instituições escolares que usam a Inteligência Artificial. Entretanto, saiba que esse recurso ajuda o aprendiz a identificar os maiores erros e acertos por meio de uma estatística. Com isso, ele pode se empenhar mais no que tem dificuldade, evoluindo seu aprendizado.

6. Realidade virtual e aumentada

Procure fazer passeios virtuais com a classe por museus, parques e lugares que tenham realidade virtual e aumentada. Essas soluções são tendências educacionais que promovem vivências que presencialmente não seriam possíveis. Com atividades dinâmicas, os assuntos agregaram valor aos contextos das crianças e dos adolescentes.

Veja quais são os benefícios das novas tecnologias

As novas tecnologias trazem diferentes benefícios para todos que fazem uso delas na aprendizagem. Afinal, os alunos desenvolvem a capacidade de se adaptarem e terem novas habilidades. Além disso, conseguem atingir outros patamares, como:

  • pensamento crítico, analítico e inovador;
  • autonomia;
  • criatividade;
  • autoconfiança;
  • iniciativa;
  • resolução de problemas;
  • liderança;
  • trabalho colaborativo;
  • inteligência emocional;
  • aprendizagem ativa;
  • relacionamento;
  • mentalidade empreendedora.

Na verdade, as tendências da educação do futuro visam formar pessoas que pensem além do senso comum, para que inovem no mercado de trabalho e estejam preparadas para enfrentar os desafios do século 21. Até porque os estudantes não apenas aprenderão as matérias que compõem o ensino tradicional, mas também contarão com soft skills e novas habilidades essenciais para enfrentarem a vida.

Enfim, desde 2020, houve uma mudança de paradigma na aprendizagem. Logo, a pandemia trouxe outras necessidades, metodologias e processos que transformaram as salas de aula. Por isso, esteja preparado para essas inovações que alteraram a forma de aprender, permitindo e estimulando a educação do futuro, principalmente no pós-pandemia, para que ela alcance novos patamares.

Se deseja estar à frente nas informações, curta nossas páginas no FacebookYouTubeInstagram e LinkedIn e receba conteúdos importantes.