A evasão escolar é um dos maiores problemas da Educação Básica para os alunos, assim como para as instituições. Enquanto o aluno fora da escola terá perdas imensuráveis, a instituição de ensino perde renda e pode ter sua reputação afetada.

Para exemplificar o cenário da evasão escolar no Brasil, reunimos dados do Todos Pela Educação, que mostram que 244 mil crianças e jovens entre 6 e 14 anos estavam fora da escola no segundo trimestre de 2021. Esse aumento é de 171,1% em comparação com o mesmo período de 2019. 

Entre os prejuízos, essas crianças e jovens terão dificuldade para ingressar no mercado de trabalho, além de ter o desenvolvimento cognitivo e socioemocional prejudicado. Contudo, a escola pode desenvolver estratégias para evitar a evasão escolar e garantir que o aluno efetue sua matrícula. Veja a seguir! 

Quais são as principais causas da evasão escolar?

Muitos são os motivos da família ou o próprio aluno não efetuar matrícula em uma escola, o que torna esse problema educacional multifatorial. Porém, listamos a seguir algumas causas que levam à evasão escolar para que a instituição de ensino fique atenta. 

Falta de dinheiro para pagar mensalidade 

As escolas particulares têm perdido alunos a cada ano. Segundo o Censo Escolar, a rede privada da Educação Básica teve redução de 10% no número de matrículas entre 2019 e 2021, contra 0,5% da rede pública. 

Uma das causas que pode explicar esse fenômeno e, consequentemente, a evasão escolar é a falta de condições financeiras para manter o aluno em uma instituição de ensino particular (problema que foi agravado pela pandemia de Covid-19). 

Com o fechamento das atividades econômicas e o desemprego, muitas famílias foram forçadas a tirar os filhos da escola. 

Contudo, a rede de ensino pública do país não deu conta de receber a alta demanda em determinadas regiões do país. Ademais, algumas famílias decidiram esperar a situação econômica melhorar para realizar novamente a matrícula em uma escola. 

Gravidez não planejada na adolescência

A falta de informação sobre métodos anticonceptivos e apoio familiar podem levar a uma gravidez não planejada, sobretudo durante a adolescência. No Brasil, a taxa de nascimentos de crianças filhas de mães entre 15 e 19 anos é 50% maior do que a média mundial. Em 2020, 380,7 mil gestações foram de meninas de 10 a 19 anos.

Com uma gravidez não planejada na adolescência, aliada à falta de apoio familiar e suporte financeiro, muitas meninas precisam sair da escola para cuidar dos filhos, seja durante a gravidez ou depois do nascimento. Com isso, a matrícula não é efetivada. 

No caso dos meninos, eles precisam parar de estudar para ingressar no mercado de trabalho e sustentar a família.

Pouco suporte emocional da escola e da família 

A socialização e o se sentir “aceito” como parte de um grupo fazem com que o período escolar seja difícil para muitos alunos. A falta de interesse da família pelo desempenho estudantil também é um fator que pode gerar desânimo no estudante.  

Por isso, o suporte emocional é fundamental para o desenvolvimento saudável de um indivíduo nas mais diversas dimensões formativas, sobretudo na adolescência. Quando a escola ou família não oferece apoio psicológico ao aluno, maiores são as chances de evasão escolar por parte desse estudante. 

A situação pode ser ainda mais difícil quando o aluno sofre bullying no ambiente escolar e a situação não é resolvida corretamente. Essas e outras situações podem fazer com que a escola se torne um pesadelo para alguns alunos, onde deixar de frequentar as aulas parece ser a melhor escolha. 

Desinteresse pelo aprendizado 

A escola deve ser um ambiente de construção do conhecimento, mas nem sempre isso acontece com qualidade. A falta de metodologias de aprendizagem que atraiam o interesse e engajamento dos alunos, ausência de atividades extracurriculares e aulas desinteressantes podem afastar o aluno da escola.

Uma escola que oferece um currículo pedagógico engessado, que não leva em conta os interesses dos estudantes, corre sérios riscos de sofrer com evasão escolar. Ademais, o ensino de má qualidade gera desinteresse do aluno pela escola no qual está matriculado. 

Leia também: Entenda as vantagens da educação inovadora e como implementá-la na sua escola

Dificuldades de aprendizagem 

Alunos com baixo rendimento (ou que sentem que não aprendem) são mais propensos a abandonar a escola aos poucos, sobretudo por causa da desmotivação gerada pelo ambiente escolar. Com a reprovação, acontece outro fenômeno educacional que precisa de atenção: a distorção idade-série.

Em alguns casos, o déficit de aprendizagem pode estar atrelado a algum transtorno cognitivo, como o Transtorno de Déficit Atenção e Hiperatividade (TDAH) que pode não ter sido diagnosticado pela escola e pela família. Ademais, esse problema pode envolver outras dimensões, como problemas familiares.

O que fazer para diminuir a evasão escolar? 

Ao notar um alto índice de evasão escolar, a instituição de ensino precisa tomar algumas medidas para evitar essa situação. Confira! 

1. Levantar informações sobre evasão escolar na instituição de ensino

Os exemplos citados acima são apenas alguns dos motivos que podem levar à evasão escolar. Entretanto, cada escola tem uma realidade única

Por isso, é essencial que a gestão da instituição de ensino faça uma análise detalhada dos alunos que deixaram de frequentar esse ambiente de estudos. Com esses dados, a escola pode traçar estratégias para trazer esses estudantes de volta ao ambiente escolar

Além disso, será mais fácil evitar novos casos de abandono de alunos quando a escola entender os motivos que os levaram a isso. 

2. Oferecer acolhimento aos alunos 

Uma das saídas para evitar a evasão escolar é a adoção de uma educação socioemocional. Como o próprio nome indica, ela é uma forma de desenvolver e fortalecer habilidades sociais e emocionais. Assim, o estudante aprende a gerenciar melhor as próprias emoções e sentimentos

Ademais, a escola precisa ser um ambiente acolhedor, no qual o aluno pode sentir que pode conversar sobre as mais diversas questões. Isso é muito importante para que a instituição de ensino saiba, por exemplo, sobre casos de bullying. 

3. Realizar o acompanhamento da performance acadêmica 

Uma ação que ajuda a evitar evasão escolar é o acompanhamento da frequência do aluno. Com isso, a instituição de ensino consegue identificar o aluno que tem comparecido pouco às aulas e, assim, verificar quais são os motivos.

Além disso, o acompanhamento das notas escolares também é importante, e isso não deve ser feito apenas no fim do ano letivo. Assim, a escola pode avaliar medidas que auxiliem o aluno no ensino-aprendizado, para que ele possa concluir os estudos nos próximos anos. 

4. Ajustar os métodos pedagógicos da escola 

A escola pode ser uma das maiores responsáveis pela desmotivação dos alunos, sobretudo quando o currículo escolar é engessado e inflexível. Por isso, é sugerido que a instituição de ensino realize uma análise das ferramentas pedagógicas, para avaliar o que pode ser ajustado. 

A escola pode, por exemplo, acrescentar atividades extracurriculares, debates e projetos interdisciplinares a fim de gerar um maior interesse e engajamento dos alunos. Neste sentido, as metodologias ativas de aprendizagem podem ser usadas pelos professores, com objetivo de deixar o aluno no centro do próprio percurso educacional.   

Leia também: Saiba como funciona e quais as principais diferenças entre aprendizagem mecânica e significativa

5. Aproximar a família da escola 

Realizar rodas de conversa e atividades em conjunto com os alunos são formas de aproximar a família da escola para além das reuniões escolares. Dessa forma, os dois núcleos essenciais da vida de um aluno podem trabalhar juntos para tornar a trajetória do aluno mais saudável.

Além do mais, a escola pode orientar a família sobre aspectos emocionais que o aluno possa enfrentar, mas que os pais e responsáveis desconhecem. A parceria entre instituição de ensino e família é fundamental para evitar a evasão escolar.

Outra parceria que pode ajudar a evitar esse cenário negativo é da sua escola com a Conexia Educação. Referência em soluções educacionais no País, nosso propósito é engajar os estudantes e prepará-los para desenvolver respostas inovadoras, criativas e sustentáveis para os atuais e futuros problemas da humanidade.

Entre em contato com nossa equipe e saiba o que podemos fazer para ajudar a tornar a sua aprendizagem única!

Guia prático de como se preparar para o período de matrícula